NOTÍCIAS

BRASILEIROS SÃO OS MAIS PREOCUPADOS COM A SUSTENTABILIDADE

 Um grupo especializado em comunicação social divulgou resultado de pesquisa referente ao comportamento do consumidor brasileiro. O estudo avaliou o impacto pessoal das marcas, ou seja, quanto às marcas impactam na qualidade de vida dos consumidores.
No estudo global, foram abordados consumidores de 14 países. Em geral, para os entrevistados, somente 20% das marcas fazem uma contribuição positiva para a qualidade de vida dos consumidores. Esse percentual sobe para 33% no Brasil.
“Outro dado que difere o consumidor brasileiro dos demais é que 71% das marcas poderiam simplesmente desaparecer amanhã sem fazer qualquer diferença na vida das pessoas, enquanto que no Brasil esse índice é de 47%, demonstrando que para os brasileiros há mais marcas que fazem a diferença”, afirma André Zimmerman, diretor geral da Havas Digital no Brasil.
No Brasil, foi investigada a percepção dos consumidores em relação a 31 marcas de empresas de diferentes setores da economia: automóveis, finanças, bens de consumo, farmacêuticas, varejo, entre outros. A pesquisa avaliou como os brasileiros percebem o grau de responsabilidade social/ ambiental das grandes companhias, como temas sociais e ambientais afetam sua vida pessoal, os diferentes perfis dos consumidores (devotos, céticos, reféns, críticos, desengajados), e as cinco marcas mais bem avaliadas.
O estudo mostrou que os brasileiros estão mais preocupados com questões sociais e ambientais do que os europeus, norteamericanos e indianos, uma vez que 72% dos entrevistados disseram que tais questões têm um impacto negativo em sua qualidade de vida. Os brasileiros também acreditam que é papel das grandes companhias ajudar a resolver os problemas referentes a essas questões, deixando, assim, de responsabilizar somente o governo (apenas 10% responderam que tais questões são da alçada do governo contra 23% que acreditavam nisso em 2009).
A maioria dos entrevistados (93%) afirmou que as grandes companhias devem se envolver ativamente para a resolução dos problemas, mas quase a metade (49%) acredita que elas estão trabalhando arduamente neste sentido.
Apenas um quarto dos entrevistados (26%) acredita que as empresas estão comunicando honestamente suas iniciativas sociais e ambientais e 60% acreditam que as empresas tentam ser responsáveis apenas para melhorar a sua imagem. Embora esse número pareça alto, ele caiu 4% no último ano e está entre os índices mais baixos entre os países estudados.
As cinco marcas melhor avaliadas pelos brasileiros foram a Petrobras, a Danone, a Colgate-Palmolive, a Pirelli e a Brasil Foods. Segundo o estudo, estas marcas conquistaram sua posição no ranking porque estão conduzindo os pilares que tornam as marcas significativas para os consumidores: estão promovendo qualidade de vida para as pessoas, sustentabilidade e fazendo com que cada interação com seus consumidores seja significativa e engajadora.

Jornal A Tribuna - São Paulo